emprego apoiado

EMPREGO APOIADO

Os alunos de inclusão precisam de um trabalho diferenciado para sua inserção no mercado de trabalho. Sendo assim, a NANE não pode se furtar aos desafios que a própria inclusão social nos coloca, uma vez que entre a formação acadêmica prática e a inclusão no Mercado de Trabalho, há uma grande lacuna.

Por essa razão organizamos um curso para instrumentalizar, acompanhar e supervisionar jovens com necessidades especiais na passagem do “ser estudante” para o “ser trabalhador”, consequentemente, temos formado e empregado jovens através da Lei de cotas em várias empresas parceiras.

O projeto consiste em três etapas, cuja duração dependerá de cada individuo:

  1. Orientação vocacional, cujo objetivo é identificar os desejos profissionais e as reais competências e possibilidades para o seu projeto de vida, incluindo visitas e pesquisas em diversos setores do mercado de trabalho.
  2. Busca de vaga, preparação da documentação, preparação para as entrevistas iniciais, sensibilização no local de trabalho.
  3. Após a contratação, há um período de mediação entre trabalhador e empresa para os ajustes necessários e participação no grupo de jovens trabalhadores para trocas de experiências e vivencias pessoais.